SWAT – The Profilling Specialist

A Gestão do Talento está na ordem do dia e constitui um desafio constante para as organizações.

Trata-se de um assunto que tem vindo a crescer em relevância para a Gestão, porém na realidade, as temáticas associadas a esta grande matéria já andavam por aí; não estamos propriamente a falar de algo completamente novo.

O que aconteceu foi que, nas últimas décadas, a gestão do talento apoiou-se em práticas pouco consistentes ou sistematizadas contribuindo para desequilíbrios entre excesso de talento ou a falta dele. Recentemente, porém, as organizações passaram da discussão à ação e a Gestão do Talento começou a afirmar-se, gradualmente, como uma prática de gestão de desempenho altamente respeitada.

O talento de uma organização está cimentado nas suas pessoas e, mais especificamente, naquilo que elas trazem ao sistema organizacional. O talento vai determinar quão eficiente (ou não) uma empresa é.

A gestão de talentos constitui o esforço organizacional combinado para atrair, desenvolver e manter colaboradores e as empresas estão cada vez mais a competir por talento.

A gestão de talentos é eficaz sempre que uma organização recruta e envolve uma série de pessoas com diferentes competências ou conjunto de competências fundamentais para a inovação, o desenvolvimento, a promoção e a venda de produtos ou serviços inesquecíveis dessa organização.

Consequentemente, sempre que uma organização é bem-sucedida na gestão do seu talento consegue atingir as metas e objetivos estratégicos essenciais para alcançar, rapidamente, uma vantagem competitiva no mercado.

Uma das tendências mais seguidas no desenvolvimento organizacional hoje em dia é a integração do treino/formação com a gestão de talentos. O talento continuará a usufruir de um lugar de destaque nas prioridades daqueles que gerem PESSOAS e a formação constituirá, cada vez mais, uma das principais estratégias de gestão de talentos.

"O talento vai determinar quão eficiente (ou não) uma empresa é"

Salientamos, ainda assim, que o desenvolvimento de talentos não envolve apenas programas de treino/formação. Os programas de treino/formação são uma excelente forma de apoiar as pessoas no desenvolvimento de uma competência específica, contudo, as organizações devem criar oportunidades de aprendizagem e ferramentas para que elas avancem nas suas carreiras em geral.

O objetivo do desenvolvimento de talentos consiste em criar uma atmosfera de trabalho na qual pessoas talentosas possam continuar a crescer e aprender e pode ser a chave para atrair novo talento de que necessita pois é sabido que os trabalhadores qualificados procuram empresas conhecidas por oferecer oportunidades de desenvolvimento.

Sendo assim, importa destacar:

  • Treino/formação - abordagem sistemática que visa potenciar o conhecimento, as competências e as atitudes dos colaboradores a fim de melhorar a sua capacidade de desempenhar o seu trabalho;
  • Gestão de talentos - processo mais lato que visa preparar colaboradores e líderes para responsabilidades futuras.

Podemos, ainda assim, concluir que o treino/formação é um segmento vital que une todos os processos da gestão de talentos desde o recrutamento até à gestão do desempenho, passando, naturalmente, pela liderança – sendo que o talento potenciará líderes!

Talento e Treino

O talento pode ser desenvolvido ou é puramente inato? Conseguimos transformar um colaborador com desempenho mediano num colaborador de alto desempenho? Como podem as organizações descobrir e reforçar talentos?

A verdade é que o talento é passível de ser desenvolvido e aperfeiçoado. Programas de treino/formação são lugares ideais para afinar talentos!

O treino/formação pode ajudar os colaboradores a tornarem-se excelentes nos seus trabalhos, a ajudá-los a perceber o seu talento e a desenvolver competências para um melhor desempenho. Isso é particularmente verdade para colaboradores que, por exemplo, possam ter excelentes competências de liderança, mas necessitem de aperfeiçoar as suas competências técnicas ou vice-versa.

O treino/formação alimenta uma cultura de aprendizagem. Os negócios hoje em dia movimentam-se rapidamente. À medida que os mercados mudam e os avanços tecnológicos se fazem sentir, as lacunas nas competências também se tornam, frequentemente, mais visíveis.

As empresas que prosperam são aquelas que conseguem ser ágeis e adaptáveis – ou seja, são as empresas que “aprendem” – e cujos gestores e líderes de formação entendem que a aprendizagem acontece em todo o lado e vai muito para além das práticas de aprendizagem tradicionais.

Quando a formação é negligenciada nas estratégias de Gestão de Talentos

Infelizmente, o treino/formação nem sempre beneficia da prioridade que merece. Quando uma empresa está apenas focada em oportunidades de crescimento, tende a ignorar o impacto negativo que a ausência de um processo de gestão de talentos acabará por produzir, precisamente por minimizar o desempenho.

Noutras situações, os gestores não têm apoio suficiente ao nível do desempenho organizacional o que os impede de entender como as lacunas de competências podem vir a limitar o crescimento.

Muitas empresas ainda, negligenciam o treino/formação ou desperdiçam dinheiro em programas inadequados sem acompanhamento posterior e sem medir se o mesmo produz diferença nos resultados de negócios e/ou se leva a um retorno sobre o investimento.

Como tornar o treino eficaz?

Qualquer empresa que pretenda praticar uma verdadeira estratégia de gestão de talentos deve, imperativamente, implementar e possuir práticas de treino eficazes; aqui, o método de entrega, a qualidade do conteúdo do treino/formação e a frequência com que é levado a cabo são questões prioritárias.

Veja como a SWAT o poderá ajudar ao proporcionar uma gama de treinos, tanto na área das vendas como do serviço, que visam o desenvolvimento das pessoas, das suas competências em determinada função, mas acima de tudo, o desenvolvimento do seu potencial e do seu talento.

Somos diferentes porque:

  • Descobrimos detalhadamente onde estão as suas lacunas em termos de competências e quem precisa especificamente de ser treinado;
  • Propomos programas de treino/formação específicos e orientados que eliminam essas fraquezas e potenciam o desenvolvimento organizacional;
  • Garantimos que os seus colaboradores têm condições para aplicar as suas novas competências, recebem apoio e feedback e têm tempo suficiente para melhorar o seu desempenho;
  • Asseguramos que todos os dados e análises de talentos estão alinhados estabelecendo objetivos de formação que se cruzam com as prioridades da organização.

Convidamo-lo a ponderar sobre o papel que o talento representa na sua empresa/organização.

Garanta que obtém o treino certo e terá ganho uma vantagem na gestão dos seus talentos.

Autor: Paula Serra

A felicidade no trabalho está a tornar-se numa das principais preocupações de muitas empresas. Mas será que estamos a adaptar a estratégia de motivação a cada um dos nossos colaboradores?

O impacto da felicidade na produtividade não é uma novidade. Colaboradores felizes são colabores mais produtivos e que geram melhores resultados. Há, cada vez mais, uma integração entre a Gestão e as Ciências Psicossociais. As empresas procuram novas formas de criar um ambiente de trabalho onde reine a motivação e a felicidade.

Existem vários aspetos que influenciam a felicidade e motivação de um colaborador. Embora ocupe uma elevada percentagem, a vida pessoal não é o único fator que entra nesta equação. O ambiente de trabalho e realização profissional também têm um impacto elevado.

Para criar motivação nos seus colaboradores não basta oferecer uma série de regalias. O erro de muitas empresas passa por basearem a sua estratégia na oferta de benefícios e vantagens materiais ou materializáveis.

Claro que o salário e os prémios são importantes. No entanto, por si só, não conseguem motivar um colaborador a dar o seu melhor. O que é necessário, então? Criar um ambiente de compreensão, suporte e motivação no local de trabalho.

Felicidade no trabalho:
O que posso fazer para motivar os meus colaboradores?

Em primeiro lugar, é essencial perceber que todas as pessoas são diferentes. Isto quer dizer que o que motiva um colaborador e o leva a dar o máximo no dia a dia profissional pode não ser o mesmo para os restantes.

O truque para criar equipas felizes e, por conseguinte, mais produtivas, está em conhecer cada uma das pessoas que tem à sua frente. Este é um dos pontos base para uma liderança eficaz!

O colaborador certo, no lugar certo, torna-se mais motivado. Isto leva a um aumento da produtividade e dos resultados. Por isso mesmo é que se torna essencial conhecer e saber avaliar cada uma das pessoas da sua equipa.

Para criar colaboradores felizes, motivados e com melhores resultados, terá de considerar essencialmente dois aspetos: a liderança e o trabalho em equipa.

Melhorar o Trabalho em Equipa

O trabalho em equipa é um ponto essencial para que a sua empresa consiga alcançar melhores resultados. Em consequência, é necessário criar as equipas certas com os colaboradores certos.

Por vezes, basta alterar um elemento para que a equipa trabalhe melhor e consiga resultados melhores. No entanto, outras vezes, pode ser necessário apoiar o desenvolvimento de certas competências em alguns elementos.

No entanto, ter colaboradores com as competências profissionais certas está longe de ser suficiente. É essencial que exista um equilíbrio de perfis dentro de cada equipa da sua empresa. Assim, cada colaborador funcionará como uma peça que complementa o puzzle do sucesso.

Só com o equilíbrio de perfis complementares, se conseguem atingir, de forma mais eficaz, os objetivos e metas da empresa.

Quando este balanço não existe, pode surgir um mau ambiente de trabalho com colaboradores a renderem muito abaixo do seu potencial.

O Papel da Liderança

Criar equipas de alta performance só é possível com uma liderança capaz. 

Os líderes terão de ser capazes de conseguir traçar o perfil de cada um dos colaboradores sob a sua alçada. Subsequentemente, perceberão que colaboradores devem ser conjugados na mesma equipa.

Sendo cada pessoa é diferente, cabe ao líder conseguir saber o que motiva cada uma delas. Então, conhecendo o perfil dos colaboradores, ser-lhe-á fácil identificar como é possível ajudar, inspirar, ensinar e motivar cada um deles.

Para criar equipas de alta performance, a Liderança da sua empresa precisa de saber identificar os pontos fortes de cada um dos seus colaboradores.

Esse perfeito conhecimento é hoje possível com a SWAT – The Profiling Specialist!

Felicidade no Trabalho:
Como Podemos Ajudar?

Existem mais de 1500 perfis de pessoas. Consegue identificar em qual deles se insere cada um dos seus colaboradores? Com o Profiling é possível!

Face à necessidade das empresas em ter equipas de Liderança capazes, a SWAT criou várias ferramentas. O “Profiling: New Leadership Approach” é um programa completo que ensina aos seus líderes a como identificar e conhecer cada um dos colaboradores.

Já o “Retiro de Liderança” ajuda a desenvolver a capacidade de traçar o perfil dos seus colaboradores em apenas seis dias. Esta ferramenta funciona como uma jornada pessoal, que ajuda a desenvolver competências profissionais, mas também pessoais.

A pensar na otimização das equipas da sua empresa, a SWAT também criou ferramentas direcionadas ao “Trabalho de Equipa”!

O serviço de Consultoria SWAT apoia-o na estruturação das suas equipas, tendo em conta a combinação de perfis mais adequada. Esses especialistas em Profiling vão ajudá-lo a conhecer cada um dos colaboradores e a perceber em que posição estes se tornam mais produtivos.

Para além disso, a SWAT também tem um treino que ajudará os seus colaboradores a perceber o verdadeiro poder do trabalho em equipa. O “Profiling: Teamwork Power” funciona como uma primeira abordagem às ferramentas de Profiling. Aqui, os seus colaboradores serão ajudados a conhecerem-se melhor e a aprender a forma correta de comunicar entre si.

Por último, a SWAT também lhe disponibiliza o “Retiro de Trabalho em Equipa”!

O que distingue este retiro das restantes formações de Team Building?

A criação exclusiva de um programa à medida das suas equipas e dos seus objetivos!

Quer saber mais sobre como o podemos ajudar?

Autor: Mariana de Carvalho